Dick Smith, O Poderoso Chefão da Maquiagem

Dick Smith influenciou Rick Baker e toda uma geração de artistas com seus pioneiros métodos de maquiagem de efeitos especiais, e ganhou um Oscar por Amadeus.

Conhecido como “O Poderoso Chefão da Maquiagem” em Hollywood, Richard Emerson “Dick” Smith nasceu em 26 de junho de 1922, em Larchmont, Nova York. Dick Smith começou a trabalhar em Hollywood em 1945 como diretor de maquiagem da então nova rede NBC. Ele permaneceu na emissora até 1959, onde foi pioneiro no uso da espuma de látex e de plásticos para criar próteses e maquiagem no ritmo da TV ao vivo nos EUA.

Dick Smith, maquiador de Hollywood
LEIA +: O PESADELO ZELDA, DE CEMITÉRIO MALDITO

Com o seu livro Do It Yourself: Monster Make-Up Handbook (1965) que ensinava o passo-a-passo para criar 15 monstros diferentes com maquiagem facial, Smith influenciou Rick Baker e toda uma geração de artistas.

Provavelmente Dick Smith é mais conhecido por seu trabalho inovador em O Exorcista e pelo envelhecimento de Marlon Brando para o papel de Don Vito Corleone em O Poderoso Chefão — a icônica expressão cansada de Marlon Brando foi conquistada com uma mistura de um látex finíssimo com próteses bucais improvisadas, deixando o ator completamente diferente. Mas ele também emprestou seu talento a vários clássicos, entre eles Taxi Driver, Scanners – Sua Mente Pode Destruir, Fome de Viver (com David Bowie se tornando um vampiro) e Amadeus.

Dick Smith, maquiador de Hollywood
Maquiagem de Dick Smith, maquiador de Hollywood
Maquiagem de Dick Smith, maquiador de Hollywood

Incrivelmente autodidata, Dick Smith foi pioneiro na técnica de aplicar próteses de látex em vários e pequenos pedaços em vez de uma única peça sólida (o que permitiu uma maior amplitude de expressão facial nos atores e deu à maquiagem uma aparência muito mais natural na tela). Este método ainda é usado como padrão por artistas de maquiagem de efeitos especiais hoje em dia, o que não é pouca coisa, considerando que ele inventou a técnica na década de 1960.

Dick Smith, maquiador de Hollywood

Ainda que tenha projetado uma das maiores tomadas de efeitos especiais da história com a “cabeça explodindo” em Scanners (obtida enchendo uma cabeça protética com comida de cachorro e fígado de coelho e em seguida a explodindo com uma espingarda), o Oscar o encontrou não através um filme de terror, mas com seu trabalho em Amadeus.

Dick Smith também serviu como mentor do futuro mestre Rick Baker, que uma vez opinou que se sentia culpado por ganhar um Oscar de Melhor Efeitos Especiais (por Um Lobisomem Americano em Londres) antes de Smith: “Fiquei envergonhado [em 1982] quando recebi um Oscar antes de Dick — ele era o mestre!”.

Dick Smith, maquiador de Hollywood

Em julho 2014, foi o mesmo Rick Baker quem nos trouxe a notícia do falecimento de Dick Smith em seu Twitter: “O mestre se foi. Meu amigo e mentor Dick Smith não está mais entre nós, e o mundo não será mais o mesmo”.

Obrigado pelos pesadelos, Dick.

Compartilhe:
pin it
Publicado por

A beleza macabra do horror me conecta com o Outro Lado. Ofereço abrigo espiritual aos irmãos e irmãs da fazenda e acordo todos os dias às 3h da manhã. MACABRA™ - FEAR IS NATURAL.