Jan Van Eyck: um dos pintores mais importantes do século XV

Saiba mais sobre a o pintor cuja obra Díptico da Crucificação e Último Julgamento estampa a capa do primeiro volume de Livros de Sangue, de Clive Barker.

O Inferno ganha vida nas mãos de Jan Van Eyck. O artista foi responsável pela criação de uma das retratações mais avassaladoras do Inferno. E essa representação, tão sombria e sangrenta, acabou se tornando a imagem perfeita para iniciar a coleção Livros de Sangue, de Clive Barker, no Brasil com a DarkSide Books.

LEIA+: LIVROS DE SANGUE: MACABRA E DARKSIDE TRAZEM OBRA COMPLETA DE CLIVE BARKER PARA OS LEITORES

A obra utilizada na capa do primeiro volume de Livros de Sangue, de Clive Barker, faz parte de um díptico chamado Crucifixion and Last Judgement (Crucificação e Último Julgamento), ou ainda conhecido como Diptych with Calvary and Last Judgement (Díptico com Calvário e Último Julgamento).

Díptico da Crucificação e Último Julgamento, 1430-40
Detalhe da parte inferior direita de Díptico da Crucificação e Último Julgamento

Um díptico, nesse caso, são duas tábuas ou telas ligadas por dobradiças, pintadas ou esculpidas. Elas geralmente são compostas com motivos religiosos, como na obra de Van Eyck, que nos mostra a Crucificação de Cristo pelo ponto de um observador, e na tábua ao lado o Juízo Final, com a tela dividida entre a salvação e a danação das almas, em três níveis, em que os tamanhos de suas figuras representam seu grau de importância, como consta no site do Met Museum.

Jan Van Eyck nasceu em 1390 e faleceu em 1441. Um dos mais importantes pintores do século XV, representante do gótico tardio, é um dos artistas flamengos mais renomados, tanto por sua inovação quanto por suas técnicas na arte do retrato e da paisagem. 

Madonna de Chancellor Rolin, 1435
Adoração do Cordeiro Místico (parte do Retábulo de Gand)

A pintura flamenga está inserida no início do século XV até cerca do século XVII, produzida na região de Flandres, região no norte da Bélgica, que privilegia os detalhes do mundo visível para compor suas pinturas. A arte do período foi influenciada pelas iluminuras do final do período gótico, por isso chamadas de gótico tardio. Seus pintores, conhecidos por “flamengos primitivos”, popularizaram o uso da tinta a óleo em suas pinturas. Outros artistas do período, além de Van Eyck, são Hans Memling, Hugo van der Goes e Rogier van der Weyden. Uma das obras mais conhecidas da pintura flamenga é O Casal Arnolfini, datada de 1434 e produzida por Van Eyck. 

O Casal Arnolfini, 1434

Como afirma Matheus dos Praseres Ferreira, em seu texto “Pintura Flamenga, a Estrada para o Renascimento”, Van Eyck ajudou a pavimentar uma estrada que seria seguida somente anos mais tarde pelo resto da Europa.

Nos quadros de Van Eyck, “o uso de cores e panejamento precisos, o detalhamento das pequenas coisas e as formas cheias de materialidade e vida são o padrão”. Junto de seu irmão, o miniaturista Hubert van Eyck, Jan trouxe uma nova perspectiva para a pintura em suas obras, trabalhando temas entre o religioso e o secular, como afirma Ferreira, inovando em suas técnicas.

Tríptico de Dresden, 1437

A capa casa de forma eficiente com o tema e com os contos presentes em Livros de Sangue. Barker, um dos maiores escritores de horror do final do século XX e início do XXI, brinca com o profano e o sagrado, com a maldade humana e a bondade, com “nem tudo é o que parece”.

Em Livros de Sangue, os leitores poderão encontrar a salvação, a danação, e principalmente criaturas aterrorizantes que sobem das profundezas e nos levam a um universo de terror do que existe em nós mesmos. Quem lê as obras de Barker dificilmente as termina como começou. 

LEIA+: LIVROS DE SANGUE: A POESIA ESCRITA NA CARNE POR CLIVE BARKER

Você está pronto? Já pode clicar aqui para garantir o seu exemplar do livro na Loja Oficial da DarkSide Books. Compartilhe com seus amigos e comente no Twitter e Instagram da Macabra.

Compartilhe:
pin it
Publicado por

Acordo cedo todos os dias para passar o café e regar minhas plantas na fazenda. Aprecio o lado obscuro da arte e renovo meus pactos diariamente ao assistir filmes de terror. MACABRA™ - FEAR IS NATURAL.